Governo apoia produção de abacaxi orgânico em Itapororoca

Governo apoia produçao do abacaxi organico em Itapororoca (1).JPG
De olho no mercado de abacaxi orgânico em expansão no Brasil e em países da Europa, um agricultor do município de Itapororoca investe na produção da fruta, em uma ação conjunta entre o Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer/vinculada à Sedap) e Prefeitura Municipal, como parte de um projeto que visa a ampliação da atividade agrícola na região.

Nesta semana, extensionistas e pesquisadores da Empaer, reunidos com a prefeitura, avançaram nas discussões visando a implantação de um campo experimental de abacaxi orgânico, no Sítio São João, em Itapororoca, com a participação dos agricultores Antônio Lopes de Souza e Tobias Lopes. A reunião teve a presença do secretário municipal da Agricultura, Severino Nascimento (Nino).

Governo apoia produçao do abacaxi organico em Itapororoca (3).jpg

Ficou acertado que, na propriedade, será instalada uma pequena unidade experimental de produção de abacaxi, nesta primeira fase, mas o projeto prevê o cultivo de abacaxi em 24 hectares de terras, em um prazo de até quatro anos, das cultivares Vitória, Imperial e IAC Fantástico. “Estamos firmando uma parceria que vai trazer benefícios para toda a produção de abacaxi no município. Vamos promover um manejo que trará maiores ganhos em produtividade e qualidade e, assim, poderemos atender ao mercado consumidor cada vez mais seletivo”, comentou o produtor Tobias Lopes.

Ele disse que a proposta é trabalhar na formação de uma cadeia de produção de abacaxi orgânico, que ainda é pequena na Paraíba mesmo em face da crescente demanda pelo consumo de frutas sem agrotóxicos, e chegar ao mercado consumidor em grande escala. Para obter a certificação, já está mantendo contatos com empresas que atuam neste ramo de atividade.

Governo apoia produçao do abacaxi organico em Itapororoca (2).jpg

O gerente Operacional de Produção Agropecuária e Ação Social, Flávio Müller Borghezan, destacou que a Empaer tem interesse em ampliar a parceria com os abacaxicultures e prefeituras municipais, como forma de contribuir para a retomada do crescimento da produção de abacaxi nos municípios, abrindo espaço para um setor de mercado que cresce cada vez mais.

O secretário de Agricultura de Itapororoca, Severino Nascimento, citou que o maior problema enfrentado pelos produtores de abacaxi é a comercialização. A alternativa é a constituição de uma cooperativa, que está em fase de implantação pela prefeitura, para agregar os produtores de abacaxi do município, fortalecendo, com isso, essa atividade.

“A Empaer é uma parceira muito importante na assistência técnica e na busca de informações para o melhor desenvolvimento da cadeia produtiva do abacaxi, no município e no estado”, comentou.

Lembrou que os produtores rurais Antônio e Tobias Lopes reforçam essas parcerias, disponibilizando sua propriedade para o desenvolvimento de pesquisas para melhorar a cadeia produtiva do abacaxi.

O agricultor Antônio Lopes disse que há mais de 40 anos trabalha cultivando abacaxi e, agora, junto com seu filho, inicia uma nova fase da produção e comercialização da produção orgânica.

SecomPB